Melhores práticas de SEO para Redatores  [ Webwriting]

O que é SEO?

Pense no Google como uma ferramenta de descoberta no SEO como um conjunto de técnicas que tornam o conteúdo amigável para buscadores e “encontrável para os usuários”, portanto é preciso entender como os buscadores funcionam e como as pessoas pesquisam neles.

 

Como o Google define os resultados orgânicos?

O Google utiliza aproximadamente 250 variáveis para determinar o posicionamento de um situe em seus resultados não pagos, que podem ser separadas em 3 categorias.

SEO e o Jornalismo

Porque devemos nos preocupar tanto com SEO?

  • Matérias otimizadas são encontradas com mais facilidade;
  • É a forma mais barata e efetiva de aumentar a audiência de um portal de notícias;
  • É a maneira mais fácil de conquistar leitores assíduos;
  • É promoção gratuita para suas matérias;
  • Aumenta a vida útil das matérias e elas podem continuar gerando tráfego durante anos;
  • Não é apenas incluir palavras-chave em um texto é deixar as matérias do seu portal ou blog mais visíveis nos buscadores para quando usuários procurarem por elas;
  • O SEO não deve sacrificar o bom e velho jornalismo.
    Deve complementá-lo!

Como os usuário (leitores) pesquisam?

O processo de otimização One Page começa sempre com uma pesquisa de palavras-chave. No caso de uma redação, a pesquisa de palavras-chave pode ser utilizada para identificar novas oportunidades de geração de conteúdo e, principalmente para entender como os leitores pesquisam. Para isso, existe um arsenal de ferramentas:

• Keyword Planner — Volume de pesquisas e novas sugestões (é necessário uma campanha de Adwords ativa)

• Google Trends — Entendendo a tendência de busca

• SEM Rush — Comparação com concorrentes, termos complementares e correspondência de frase

• Google Suggest — Entendendo a busca dos usuários

• Uber Suggest — Mais sugestões de palavras

• Pesquisa interna — O que os usuários que já estão no seu site querem saber

  • Pro Tool — Pensem como o usuário, como se você fosse procurar por sua matéria no Google, como faria?

Onde as palavras-chave devem ser empregadas?

Title

Devem estar presentes preferencialmente no título das páginas.

Meta description

Devem estar presentes na descrição da página e servir como atrativo ao usuário que encontra o resultado no buscador.

Heading Tags

Devem estar presentes nas heading tags com variações baseadas nas buscas comuns.

Conteúdo

Além de ser rico em informação, precisa utilizar as variações das palavras-chave, também em páginas institucionais também podem ser exploradas com o uso delas.

Imagens

Nome da imagem, alt e title.

 

Title SEO — Título da Página

A tag title é uma tag que fica na <head>, responsável por exibir o título nas abas do navegadores e nos resultados de pesquisa do Google. Do ponto de vista de SEO, ela é a tag de maior peso para otimização de uma página, pois é nela que devem ser incluídas as palavras-chave mais relevantes.

Regras de otimização:

  • Descrever com precisão o conteúdo da página. Para isso, escolha um título que efetivamente comunique o assunto;
  • Utilizar a palavra-chave selecionada para a página, logo no início e repetí-la, no máximo, duas vezes de forma natural e possivelmente trabalhando as palavras-chaves substitutas;
  • Ser única para cada página, descritiva e não muito longa. Um título ideal tem entre 64 a 66 caracteres;
  • O espaçamento entre keywords deve ser feito por hífen (Título com a palavra-chave — Nome da Marca ou Empresa)
  • Não é recomendado usar “slogans” oi “call to action” na tag de título, porque muitas vezes eles não contêm palavras-chave relevantes à página e diluem a força dos termos jia trabalhados no title.

Curiosidades sobre Titles e Headlines

  • Headlines com 7 a 12 palavras tendem a gerar mais interações
  • O site Maskable relata que headlines com 8 palavras são as que mais geram integrações no site
  • Estudos publicados no The Psychological Review revelou que 7 é o número de palavras que o cérebro processa com mais facilidade.
  • Títulos mais curtos aumentam a taxa de conversão
  • Headlines mais curtas aumentam a taxa de cliques, o famoso “CTR”

Veja essas pesquisas:
Advanced Web Ranking
Conschedule

Meta description

A meta description não é considerada um fator de ranqueamento do Goolge, mas deve seguir as melhores práticas para aumentar o número de cliques que um resultado de um determinado site receberá nas pesquisas em buscadores.

Regras de otimização:

  • Toda página deve conter uma meta description única que descreva os pontos mais relevantes da página e incentive o clique do usuário.
  • De preferência, a meta description não deve chamar automaticamente alguma parte do texto da página, ela deve ser editável e personalizada
  • Deve ser respeitado o limite de 156 caracteres

Faça uma simulação com a ferramemta SERP Preview

Como otimizar Títulos no WordPress — Yoast SEO

Editar o título que vai para o Google (title SEO) e a descrição (meta description) no WordPress é extremamente simples.

Com auxílio do plugin Yoast SEO, todas as páginas do portal podem ter seus Titles e Meta Descriptions customizadas e otimizadas para dar mais visibilidade nos resultados orgânicos do Google e outros buscadores.

O box de edição do Coast pode ser encontrado após o editor de conteúdo de páginas e posts, para editar basta seguir os passos a seguir:

1. Clique em “edit snippet”
2. Defina a palavras-chave principal (focus kw)
3. Crie um título e uma descrição seguindo as diretrizes descritas previamente

> Leia o artigo completo do Marketing de Conteúdo sobre o Yoast SEO

Otimização de URLs

A estrutura das URLs de um site deve se elaborada tendo a hierarquia do conteúdo em mente. É fundamental classificá-lo e organizá-lo para que a leitura, o acesso e a indexação se tornem mais simples e eficaz.

Regras de otimização:

  • Não fazer uso de caracteres especiais (?,!,*,> <, etc);
  • Palavras devem ser sempre separados por hífen;
  • Diretórios e Categorias separados por /
  • Evitar URLs muito longas;
  • Respeitar a arquitetura de informação do site
  • Evitar stop-words (em, de, a, o, …)
  • Quanto mais próximas de raiz melhor

Heading Tags (h1, h2, h3, …, h6) — Títulos e Subtítulos

As Heading Tags (h1, h2, h3, …) são recursos de programação HTML utilizados para destacar títulos de uma página. H1 é a abreviação do inglês para Header 1, ou Cabeçalho 1, logo, o mais importante dos Headers. Assim, como nos negritos de uma página e Titles, a tag h1 é um importante elemento que o Googloe utiliza para determinar o principal assuntos abordado em uma página, visto que o título de uma página conceitualmente define seu conteúdo.

Regras de otimização:

  • H1 título da matéria. Deve obrigatoriamente conter a palavra-chave principal
  • H2 linha fina Excelente oportunidade para dar destaque aos sinônimos
  • H3 geralmente utilizadas como subtítulos de uma página. Quebrar o texto com subtítulos não só ajuda na leitura como também aumenta a relevância do texto perante o Google. Porque, geralmente são trabalhadas palavra-chaves complementares a principal. Ótima oportunidade para dar destaque às palavras-chave complementares.

Otimização do texto

A frase “Content is King!” é hoje um dos maiores clichês do SEO. Produzir conteúdo de qualidade é a chave para se obter resultados no que se refere ao tráfego de pesquisa orgânica. mas afinal, o que é e como produzir conteúdo de qualidade?

Regras de otimização:

  • Focar em palavras ainda é importante. procure repetir a palavra-chave principal da matéria nas primeiras 100 palavras após o título. A linha fina (resumo — campo habilitado no WordPress) pode ser uma alternativa interessante
  • Densidade de palavras-chave não é e nunca foi um fator de ranqueamento. Mas é importante que a palavra-chave principal da matéria seja entendida pelo Google como a mais relevante daquela página. procure repetir aos menos três vezes a palavra-chave no texto
  • Negritos e Itálicos ainda funcional. Procure colocar ao menos 1 vez em negrito a palavra-chave na matéria;
  • Sinônimos e variações evitam que o texto fique muito repetitivo e o Googlebot adora. Procure utilizar sinônimos, variações, palavra-chave complementares em seu texto;
  • Lembre-se: Palavra-chave = Tema Principal da Matéria

Conceitos de Webwriting

Webwriting não consiste apenas em redigir textos ou divulgar informações pela web, ee um conjunto de técnicas e ferramentas que auxiliam na distribuição de conteúdo no meio digital, sempre mantendo os buscadores como o Google em mente.

Portanto, podemos dizer que o webwriting é o casamento perfeito entre um conteúdo relevante que irá chamar atenção dos leitores e ao mesmo tempo escolher corretamente as palavras-chave e as tags que irão compor o texto usando ferramentas de SEO.

Regras de otimização:

  • Headlines e a linha fina são essenciais para capturar a atenção do leitor. Lembre-se, você tem apenas 3 segundos para capturar a atenção do leitor;
  • Utilize parágrafos mais curtos. Entre 5 e 6 linhas é o suficiente;
  • Evite frases muito extensas. No máximo 20 palavras;
  • A primeira linha de cada parágrafo deve ser clara e objetiva. Isso ajuda a manter o leitor interessado;
  • Torne o texto escaneável. Utilize subtítulos, bullet points e negrito sempre que possível
  • 20% dos leitores leem o artigo todo e 80% leem apenas o headline.

Leia mais: https://www.crazyegg.com/blog/expert-guide-headlines/

Otimização de Imagens

Nem sempre o redator é o responsável pela inserção de imagens em seus textos. Mas é importante conhecer alguns conceitos de otimização de imagens que ajudam a aumentar a relevância de uma matéria.

Regras de otimização:

  • O nome do arquivo ajuda o Googlebot a compreender o que a imagem representa. Procure descrever a imagem ao salvar o arquivo;
  • Os atributos Alt e Title também devem ser otimizados com palavras-chave descrevendo o conteúdo da imagem
  • tag fig caption utilizada para compilar a legenda da foto também deve conter a palavra-chave ou variável
  • O texto próximo a imagem também ajuda o bot a compreender o que ela representa. Portanto, procure contextualizar a imagem nos parágrafos próximos dela.

Como otimizar imagens no WordPress

No WordPress todos os atributos necessários para otimização de imagens podem ser editados ao subir uma imagem o após a imagem ser publicada em um post.

É possível ver como otimizar uma imagem após ela ter sido publicada.

  1. Selecione a imagem e clique no lápis para editar;
  2. Como a imagem está em uma galeria é preciso definir qual imagem será otimizada;
  3. O campo título é o title da imagem e deve ser editado com uma descrição sucinta da imagem;
  4. Texto alternativo é o alto e deve ser editado com uma descrição detalhada da imagem;
  5. Legenda e descrição são opcionais mas ajudam a aumentar a relevância da postagem

A importância dos links apontamentos para outras páginas do site

Os links entre as páginas de um site ou links internos, auxiliam o leitor a encontrar as informações que precisa de forma clara e objetivo. Do ponto de vista do SEO, links internos ajudam a reduzir a taxa rejeição e aumentam a relevância das páginas mais referenciais internamente. Os links não tem a mesma influência no posicionamento orgânico como os externos, mas ajudam e muito a melhorar o “ranking” de uma página.

  1. Utilizar as palavra-se mais relevantes à postagem no texto âncora (texto link
  2. Não se limitar apenas ¡a palavra-chave. Frases inteiras podem ser utilizadas no texto do link
  3. Evitem links com âncoras como; clique aqui ou saiba mais
  4. Só o primeiro link da conta, ou seja, não apontar mais de um link de uma mesma página para outra;
  5. 100 é o link interno que uma pode apontar para fora. Mas em páginas de posts utilizem os links internos apenas para referenciar, fundamentar ou contextualizar a matéria
  6. Posts relacionados são ótimos exemplos de links internos;
  7. Trilhas de navegação (breadcrumbs) também;
  8. Sempre que possível apontem links internos para páginas de categorias e tags, isso ajuda a aumentar a relevância
Print do portal Markering de Conteúdo

Links Saída (Outbound Links) — Referencie suas fontes

Os Outbound Links ajudam o Google a entender o contexto de sua página. Após a utilização do Hummingbird que esse fato ganhou mais importância.

  • Citação de fontes: um recurso de fonte que confere a tranquilidade ao texto jornalístico;
  • Referência: um recurso técnico que concede credibilidade ao texto e, consequentemente, aperfeiçoa a sua relevância

Quais sites referenciar?

  • Governamentais
  • Pesquisas
  • Educacionais
  • .org

*Observação: Cuidado para não referenciar sites de reputação duvidosa, pois isso pode prejudicar a performance orgânica de um site e em casos extremos causar uma penalização.

Técnicas de SEO implementadas por outros portais

Exame.com

Links internos com actor-texts relevantes, os links referenciam as páginas de tópicos que por sua vez ganham relevância a aparecer bem posicionadas organicamente.

G1

Conteúdo “evergreen” produzido com base nas dúvidas dos usuários sobre determinado tema.

Destaque as matérias relacionadas, um excelente tipo de linkagem interna com texto âncoras relevantes, uma vez que o título da matéria quase sempre utilizar um palavra-chave.

Conteúdo gerado pelo usuário, por meio de uma política de privacidade e facilidade de postar um comentário, as matérias do G1 recebem muitos comentários.

Não mencionamos, previamente, mas a atualização frequente do conteúdo e o engajamento são fatores que influenciam positivamente a performance orgânica de uma matéria.

CNN

Títulos, Subtítulos, Imagens Otimizadas, Vídeos Otimizados, Links de saída, Parágrafos curtos entre outras coisas são, do ponto de vista do SEO, as matéria.

No geral

Observem que todos os portais e a Wikipedia, que não deixa de ser um concorrente orgânico, trabalham a palavra-chave “Operação Lava Jato” no título e o mais próximo do começo possível. Entre tanto, nenhum dos portais trabalham uma Meta Description com base nas melhores práticas de SEO.

Checklist para um bom posicionamento:

  • Realizar pesquisas de palavras-chave periodicamente para determinar como os usuários pesquisam;
  • Definir a palavra-chave principalmente de página;
  • Definir sinônimos e palavras complementares;
  • Incluir palavra-chave principal no Title SEO;
  • Incluir sinônimo principal no Título (h1);
  • Incluir sinônimo no Subtítulo (h2);
  • Incluir Intertítulos sempre (h3);
  • Criar Meta Description únicas e atraentes para cada página;
  • Repetir a palavra principal nas 100 primeiras palavras;
  • Utilizar negrito ao menos uma vez na palavra principal;
  • Repedir ao menos 3 vezes a palavra-chave principal no decorrer do texto;
  • Otimizar as imagens: nome do arquivo, ali, title e legenda;
  • Otimizar o conteúdo textual da página sempre levando em consideração as possíveis dúvidas dos usuários;
  • Incentivar os usuários a comentar e avaliar os produtos e/ou artigos;
  • Apontar links entre as páginas com “anchor-text” relevantes;
  • Apontar links de saída (referências suas fontes).

Fonte: Agência SEO

Compartilhe

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.